PROJETO EDUCOMUNICA

EDUCAÇÃO, LEITURA E TECNOLOGIA

Autores

Palavras-chave:

educação, leitura, literatura, mídias sociais, ensino remoto

Resumo

Este texto busca apresentar o projeto EduComunica, idealizado com o intuito de promover uma relação tríade entre educação, leitura e tecnologia. O projeto visa a proposição de leituras, releituras, análise e produção textual, além de discussões acerca da multiplicidade de temas que atravessam a escola e a sociedade. Com a necessidade do ensino remoto a partir do ano de 2020, tendo em vista o isolamento social provocado pela pandemia da COVID-19, o trabalho docente precisou se (re)adaptar e os estudantes precisaram aprender novas formas de uso das redes sociais e das mídias digitais. O projeto vem sendo desenvolvido com estudantes do 2º e 3º anos do ensino médio, de uma escola da rede pública do estado do Rio de Janeiro. Por meio de uma abordagem qualitativa, abrangendo aspectos da linguagem visual e verbal como instrumentos comunicacionais e educativos, foi possível constatar que os estudantes que participam ativamente do projeto desenvolvem habilidades que oportunizam uma consciência crítica acerca do uso, da criação e da veiculação de textos, resultando em uma ação coerente que promove impactos nas práticas educativas e sociais.

Biografia do Autor

Alexsandro Rosa Soares, Secretaria de Estado de Educação do Rio de Janeiro

Mestre em Letras, área de concentração Literatura Brasileira; especialista em Administração e Supervisão Escolar; e em Docência do Ensino Superior; licenciado em Pedagogia; em Letras e Literatura da Língua Portuguesa, e em Normal Superior. Atualmente é professor de Língua Portuguesa e Literaturas na Secretaria Estadual de Educação do Rio de Janeiro; professor/tutor conteudista (EaD) do Centro Universitário Redentor; membro do conselho editorial da revista África e Africanidades (ISSN 1983-2354); membro da equipe editorial da Revista Interdisciplinar do Pensamento Científico (REINPEC). Temas de interesse em pesquisa: Carolina Maria de Jesus, educação literária, literatura negro-brasileira e formação de professores.

Referências

AGUIAR, Vera Teixeira de. O saldo da leitura. In: DALVI, Maria Amélia; REZENDE, Neide Luzia de; JOVER-FALEIROS, Rita (org.). Leitura de literatura na escola. São Paulo: Parábola, 2013. Cap. 8. p. 153-161. (Série Estratégias de Ensino 39).

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Brasília, 2018.

COSSON, Rildo. Letramento literário: teoria e prática. 2. ed. São Paulo: Contexto, 2019. 144 p.

LAJOLO, Marisa. O texto não é pretexto. Será que não é mesmo?. In: ZILBERMAN, Regina; RÖSING, Tania M. K. (org.). Escola e leitura: velha crise, novas alternativas. São Paulo: Global, 2009. (Coleção Leitura e Formação).

TAJRA, Sanmya. Desenvolvimento de projetos educacionais: mídias e tecnologias. São Paulo: Érica, 2014.

TOKARNIA, Mariana. Brasil perde 4,6 milhões de leitores em quatro anos: dados fazem parte da pesquisa retratos da leitura no brasil. 2020. Disponível em: https://agenciabrasil.ebc.com.br/educacao/noticia/2020-09/brasil-perde-46-milhoes-de-leitores-em-quatro-anos. Acesso em: 5 ago. 2021.

Downloads

Publicado

2021-11-24

Como Citar

ROSA SOARES, A. PROJETO EDUCOMUNICA: EDUCAÇÃO, LEITURA E TECNOLOGIA. Anais do Encontro Virtual de Documentação em Software Livre e Congresso Internacional de Linguagem e Tecnologia Online, [S. l.], v. 10, n. 1, 2021. Disponível em: https://nasnuv.com:443/ojs2/index.php?journal=CILTecOnline&page=article&op=view&path[]=703. Acesso em: 5 fev. 2023.