FORMAÇÃO DOCENTE, ADOÇÃO DA INOVAÇÃO E O USO DE DISPOSITIVOS E APLICATIVOS MÓVEIS

Autores

  • Camila Queiroz UFMG

Palavras-chave:

dispositivos móveis, WhatsApp, formação docente, língua portuguesa, adoção da inovação

Resumo

O presente trabalho apresenta um relato, parte de uma dissertação, que discorre sobre o quão os docentes, participantes de uma formação continuada online, estão ou não receptivos para olhar e entender as mudanças ocorridas na comunicação e na interação entre as pessoas por meio dos dispositivos digitais móveis, mais especificamente os smartphones. Pode-se perceber que o uso desses aparelhos influencia não só o modo de comunicar e de buscar informações como também demarca, cada vez mais, sua presença em práticas pedagógicas. Desse modo, a mobilidade proveniente desses aparelhos tecnológicos resulta em praticidade e em menor tempo gasto para realização de tarefas fazendo com que estudiosos da área se interessem e discutam sobre a possibilidade que os dispositivos móveis proporcionam ao indivíduo para agir no aqui e no agora, independentemente do lugar em que o usuário esteja. A formação docente continuada ocorreu inteiramente online, via WhatsApp, e teve como público alvo professores de Língua Portuguesa de todos os estados do Brasil, sendo eles profissionais da rede pública ou privada. Durante o curso, foram coletadas as interações ocorridas entre os professores e foram analisadas a relação desses docentes com o uso de dispositivos móveis. Para tanto, foi realizada uma pesquisa qualitativa interpretativista e proponho apontar alguns dos resultados obtidos por meio de trechos das interações ocorridas entre os 38 participantes durante a formação bem como a visão desses professores acerca do uso de dispositivos móveis sob o viés da Teoria da Adoção da Inovação fundamentada por Rogers (2003). Com este estudo, foi possível observar que os docentes que assumem uma atitude positiva em relação às especificidades do aparelho móvel, visualizando tal instrumento como uma possível ferramenta de cunho pedagógico, são capazes de vincular o aprendizado à prática social.

Referências

BRAGA, J. C. F.; GOMES, R. C.; RACILAN, M. Reflexões sobre ensino e aprendizagem de línguas na formação de professores via dispositivos móveis. Hipertextus Revista Digital. vol.16, 2017.

DE GRANDE, P. B. O pesquisador interpretativo e a postura ética em pesquisas em Linguística Aplicada. Eletras, vol. 23, n.23, dez. 2011. Disponível em: https://posgraduacaofaintvisa.files.wordpress.com/2013/07/pesquisa-emlinguistica-aplicada.pdf Acesso em: 1 ago. 2018.

QUEIROZ, C.V. Adoção da inovação, letramento digital e docência: o uso de dispositivos e aplicativos móveis no contexto de formação continuada. 2019. 104f. Dissertação (Mestrado em Estudos Linguísticos) – Programa de Pós-graduação em Estudos Linguísticos, Universidade Federal de Minas Gerais, 2019.

ROGERS, E. M. Diffusion of Innovations. New York: Free Press, 2003.

Downloads

Publicado

2021-11-24

Como Citar

QUEIROZ, C. FORMAÇÃO DOCENTE, ADOÇÃO DA INOVAÇÃO E O USO DE DISPOSITIVOS E APLICATIVOS MÓVEIS. Anais do Encontro Virtual de Documentação em Software Livre e Congresso Internacional de Linguagem e Tecnologia Online, [S. l.], v. 10, n. 1, 2021. Disponível em: https://nasnuv.com:443/ojs2/index.php?journal=CILTecOnline&page=article&op=view&path[]=944. Acesso em: 5 fev. 2023.